março 07, 2017

[Livros] O Guardião de Memórias - Kim Edwards

Título Original: The Memory Keeper's Daughter
Autor: Kim Edwards
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788599296141
Classificação★★★★★
_______________

O Guardião de Memórias foi uma excelente leitura de começo de ano. Kim Edwards mostrou a que veio com uma história de amor, coragem e superação. Não foi uma leitura rápida por conta do excesso de descrições que a autora empregou no texto, mas mesmo assim, conquistou um lugar de destaque no meu coração literário.

A história pode parecer comum à algumas pessoas, isso porque em 2006, uma novela chamada Páginas da Vida, trazia uma trama muito semelhante à do livro. A novela foi um sucesso e o livro também, em seu ano de lançamento figurou primeiro lugar na lista dos mais vendidos do New York Times, consagrando a autora.

Em O Guardião, conheceremos o doutor David Henry, um médico que não mede esforços para cuidar de seus pacientes, ele é o marido perfeito para Norah e a vida deles tem tudo para ser uma vida-modelo. As coisas mudam, quando Norah entra em trabalho de parto numa noite de nevasca. Por conta do alto nível de neve nas ruas, Henry é forçado a conduzir o parto de seu próprio filho. Com o auxílio de sua enfermeira, Caroline, ele então traz ao mundo o primogênito do casal. Tudo corria bem, até que Norah dá a luz à uma segunda criança, uma menina que nasceu com síndrome de Down.

Em meados dos anos 60, a síndrome ainda era desconhecida e o prognóstico de sobrevivência era baixíssimo, devido à possibilidade alta de problemas cardíacos nas crianças. David viu a irmã morrer em decorrência de problemas no coração e viu como sua mãe também morreu aos poucos depois disso. Ele não quer isso para Norah. O médico, então toma uma atitude que mudaria sua vida para sempre. Ele pede à enfermeira que deixe sua menina numa clínica para crianças mentalmente debilitadas e diz para a esposa que a criança nasceu morta.

Caroline desesperada não sabe o que fazer e decide seguir a instrução do médico, ela nutre uma paixão por ele e faria o que fosse preciso para que ele a notasse. O problema é que ao chegar na clínica ela vê que as crianças são desprezadas, negligenciadas e sofrem com as condições precárias do sistema público. Nesse dia ela também toma uma atitude que mudará sua vida para sempre, ela leva a pequena Phoebe e cuida dela, como se fosse sua.

Acompanhamos o desenvolvimento de Phoebe e do irmão gêmeo Paul, que são criados distante e que nem imaginam a existência um do outro. Com muito amor, Caroline cuida de Phoebe e luta para que ela tenha os mesmos direitos das outras crianças. Enquanto isso, Norah cuida de seu filho Paul, seu amorzinho. Mas ela nunca superou a morte da filha e isso deteriorou seu casamento, sua vida. 

Kim apresentou uma narrativa fantástica e em diversos momentos somos forçados a tentar entender os motivos de cada personagem, de cada escolha. David Henry não devia ter tomado as atitudes que tomou, mas em outros tempos, com outras informações, devemos ter em mente que ele não sabia o que fazer. E Caroline, se apropriou de uma criança que não era sua, foi ao enterro da menininha, viu sua verdadeira mãe chorar e nunca disse uma palavra. 

São escolhas difíceis e Kim nos mostra as consequências de cada uma delas. É uma ótima leitura, como eu disse anteriormente e mais do que recomendo. Laços de amor são os mais fortes e duradouros laços que existem. Confesso que não gostei da mudança na tradução do título original (The Memory Keeper's Daughter - A Filha do Guardião de Memórias) porque o título era muito mais específico e tornaria Phoebe a personagem principal, não David Henry. Mas como a narrativa é muito focada no segredo de David e em como ele lida com as consequências de abrir mão da filha, é compreensível a escolha da editora.

Vocês vão se encantar com essa história e em especial com a pequena Phoebe, que encantaria qualquer um com sua fofura, seus pequenos passos, evoluções e conquistas. Comovente, real, extraordinário. Aos que tem filhos e aos que desejam ter. Muitos reclamaram da escrita prolixa da autora, mas acho válido, apesar de cansativo, o excesso de detalhes enriquece a história e isso nunca comprometeria minha opinião sobre o livro.

"Ele segurou a criança, esquecendo-se do que devia fazer a seguir. As mãos minúsculas eram perfeitas. Mas ali estava o espaço entre o dedão do pé e os outros, como um dente faltando, e, ao olhar fundo nos olhos da menina, ele viu as manchas de Brushfield, minúsculas e nítidas como salpicos de neve na íris. Imaginou o coração dela, do tamanho de uma ameixa e, muito possivelmente, malformado. (...) Pensou na esposa parada na calçada, diante da casa coberta pelo véu luminoso de neve, dizendo: 
- Nosso mundo nunca mais será o mesmo." (p. 19)


Sinopse: Com mais de três milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos, O Guardião de Memórias é uma fascinante história sobre vidas paralelas, famílias separadas pelo destino, segredos do passado e o infinito poder do amor verdadeiro. Inverno de 1964. Uma violenta tempestade de neve obriga o Dr. David Henry a fazer o parto de seus filhos gêmeos. O menino, primeiro a nascer, é perfeitamente saudável, mas o médico logo reconhece na menina sinais da síndrome de Down. Guiado por um impulso irrefreável e por dolorosas lembranças do passado, Dr. Henry toma uma decisão que mudará para sempre a vida de todos e o assombrará até a morte: ele pede que sua enfermeira, Caroline, entregue a criança para adoção e diz à esposa que a menina não sobreviveu. Tocada pela fragilidade do bebê, Caroline decide sair da cidade e criar Phoebe como sua própria filha. E Norah, a mãe, jamais consegue se recuperar do imenso vazio causado pela ausência da menina. A partir daí, uma intrincada trama de segredos, mentiras e traições se desenrola, abrindo feridas que nem o tempo será capaz de curar. A força deste livro não está apenas em sua construção bem amarrada ou no realismo de seus personagens, mas, principalmente, na sua capacidade de envolver o leitor da primeira à última página. Com uma trama tensa e cheia de surpresas, O Guardião de Memórias vai emocionar e mostrar o profundo - e às vezes irreversível - poder de nossas escolhas.

"- Ainda penso nela, David - disse Norah, virando-se de lado e enfrentando o olhar do marido. - Em nossa filha. Em como ela seria.
David não respondeu e a viu chorar em silêncio, cobrindo o rosto com as mãos. Após um momento, estendeu a mão e o tocou no braço. Norah secou as lágrimas dos olhos.
- E você? - perguntou, agora enfurecida. - Nunca sente falta dela, como eu?
- Sim - respondeu ele, em tom sincero. - Penso nela o tempo todo." (p. 96)


24 comentários:

  1. Nossa, que livro maravilhoso, sua resenha me deixou com um desejo inescapável de lê-lo... Creio que nunca li nada que se comparasse a essa temática, amei e com certeza irá entrar na minha listinha *-*

    Beijos da Di.
    Parte de Minha História

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, o livro parece ser incrível!
    Confesso que não conhecia.

    Beijos e boas leituras!

    livrosobaluzdalua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não li esse livro, mas já assisti o filme e confesso que fiquei bem emocionado...
    Muito legal o blog, já estou seguindo!
    http://cantinhos2livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. OI Mari, esse livro tem mesmo uma história linda e incrível. Desde a primeira vez que Phoebe apareceu me encantei por ela e torci para que tudo desse certo em sua vida.
    Um livro lindo, comovente, profundo.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  5. Acho essa capa linda demais!
    Já tem um tempinho que quero ler esse livro, e ver essa resenha só me deixou mais curiosa! Parece ser ótimo!

    ResponderExcluir
  6. Que história forte! Me deu vontade de ler, precisamos de mais histórias desse jeito.
    Beijos!
    http://poucosutil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. deve ser um livro emocionante!! eu nunca li nenhuma historia sobre sindrome de down... alem de ver a novela! e qndo q o livro foi lançado? a capa é bonita, simples e sutil! acho q vai pra lista de leitura do futuro, pq agora estou num periodo precisando de livros mais alegres kkk
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Achei incrível o enredo, gosto muito de livros que retratam problemas pouco citados em livros, como síndrome de down e outros assuntos. Vou amar ler esse livro, e só pela sua descrição, já vi que vou amar a Phoebe, conheço um bebê que tbm tem síndrome de down e ele é uma fofura só! Gosto muito de livros assim, com segredos e tudo o mais. Gostei muito de ter assistido Páginas da vida, porque vamos acompanhando uma realidade que não conhecemos. Nunca tinha ouvido falar desse livro, adorei saber, porque ele já tá bem no topo da minha lista! beijos

    ResponderExcluir
  9. Já ouvi falar muito desse livro. Já até o vi nas livrarias, entretanto, nunca tive vontade de ler. Mas pelo que você descreveu, acho que eu preciso.

    Beijos,
    Juan Silva - http://asasliterarias.com/

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Parece ser muito bom.

    Resenha impecável, adorei.

    http://enquantoestavalendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari!
    Estou com o Guardião de Memórias aqui para ler, mas não sei quando vai ser isso. Minha irmã está lendo e meio que "empacou" na leitura, está lendo a passos de tartaruga, e isso meio que me desanimou um pouco...
    Mas espero lê-lo ainda este ano.
    Ótima resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Gostei do enredo apesar de já ter visto como você já comentou. Algumas escolhas podem marcar para o resto da vida. Por vezes fazemos escolhas quado estamos cheias de medo, ódio, rancor, pena e pode mudar completamente o rumo de nossa vida, no exemplo do livro, dar a filha para adoção e sofrer pelo resto da vida ou ficar com ela com o medo de perdê-la a qualquer momento devido a síndrome. Realmente muito difícil.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Como vai?
    Há um bom tempo venho olhando esse livro - só olhando mesmo, porque nunca tinha lido nada sobre. Parecia muito interessante, eu só não sabia o quanto. Apesar de querê-lo muito - principalmente agora -, não sei se a escrita detalhadamente cansativa irá me agradar, entretanto a história, como você disse, é tão real... Não sabia que tinha essa novela que você citou.
    Beijinhos,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu não costumo ler este tipo de obra pois não faz meu estilo de leitura e geralmente não arrisco nada de novo, mas achei a premissa da obra bacana, apenas não é pra mim.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Mari como não ler os livros que você faz resenha?! Menina do céu!!! A minha lista está triplicando :D
    Fiquei super curiosa em ler esse livro e ser contagiada pela história! :D
    Pena que as aulas da faculdade já irão começar :/ Quem sabe uma colega de classe me daria esse livro neh!! rsrsrs

    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Menina, que resenha divina!!! Já devo ter falado que não sou muito fã de romances, mas esse eu gostei. E lembrou bem a história da novela mesmo. Deve ser bem emocionante :')

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Li esse livro há uns bons anos atrás e já tinha até me esquecido do quanto gostei da história. É uma ótima oportunidade pra tirá-lo da estante e dar uma relida, não é? Emocionante, sensível e lindo.

    ResponderExcluir
  19. Ahaaaan!!
    Enfim um livro que já li e há tempo |õ| rssr
    e sim, sim, sim, concordo com tudo que falo, foi o primeiro livro dele que li e fiquei muito surpreendida e emocionada!

    ResponderExcluir
  20. Eu já havia visto esse livro na livraria, mas apesar de achar a capa mundo bonita, nunca parei para ler a sinopse.
    Eu lembro dessa novela, e realmente foi algo emocionante, então não posso esperar nada menos do que isso que um livro que aborda o mesmo tempo.
    Gostei muito da indicação, só fico recessoa com esse excesso de descrições do autor. Isso é algo que costuma me fazer arrastar a leitura de um livro =/

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  21. Nunca havia ouvido falar sobre esse livro e acho que não me interessaria pela capa ou pelo título na livraria. Mas a sinopse e os detalhes que você contou são bastante interessantes. Gosto de tramas com segredos e dilemas, em que é difícil escolher o "certo" ou "errado".

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi, Mari!
    Acredita que já vi esse livro em promoção vááárias vezes e sempre fiquei na dúvida se comprava ou não? Pois agora que li sua resenha, vou comprar! Que história linda! Acho que ouvi falar algo dessa novela da Globo, mas como eu tenho a regra de nunca, jamais, em hipótese alguma assistir Globo, não assisti a novela.
    E é bem isso mesmo, temos que nos colocar na situação da pessoa pra tentar entender o porquê das decisões que ela toma.

    Beijão!
    Rayssa

    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Mari, tudo bem?

    Eu acho que choraria muito nesse livro. Sou muito comovida com crianças com Down, tenho um primo assim e o amo de paixão. São anjos, puros e queridos. Não consegui ver, nas escolhas feitas pelos personagens, um lado ruim ou negro. Todos queriam somente o bem, ou para si mesmos ou para o próximo.
    Achei muito legal a história. Ainda mais porque tenho o livro aqui em casa e com certeza, se tornou uma leitura obrigatória.

    Ótima resenha! Parabéns :)

    Beijocas
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá Mari, tudo bem?

    Adorei a indicação, honestamente eu estou curiosa para conhecer melhor Phoebe e o desenrolar desta história. Sua descrição é perfeita, e nos contagia de tal modo que a curiosidade é inevitável. #ParabénsPeloTrabalho. =)

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...