fevereiro 27, 2017

[Livros] O Caminho Para Casa - Kristin Hannah

Título Original: Night Road
Autor: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Gênero: Romance, Drama, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788580416534
Classificação★★★★★
_______________

O Caminho Para Casa é mais um dos excelentes romances escritos por Kristin Hannah. Esse drama familiar - sua especialidade - é complexo, denso e retrata a vida real de uma mãe e seus filhos adolescentes. Sob dois pontos de vistas opostos, a leitura nos oferece uma compreensão ampla da relação entre pais e filhos.

Nada poderia ter me preparado para o rumo que toma a história. Nem mesmo conhecendo o histórico da autora, que adora torturar seus leitores com o sofrimento de seus protagonistas, poderia imaginar o que me reservava essa estrada. Como uma curva na escuridão, Kristin Hannah abruptamente nos tira o chão e nos faz pensar sobre as consequências das nossas ações, em nossas vidas e nas vidas de quem amamos.

Mia e Zach são gêmeos e têm um relacionamento fraterno lindo. O laço que os une é inquebrável e, apesar de suas personalidades opostas, os dois se completam e contam um com o outro. Mia é frágil e tímida, sua dificuldade em fazer amigos contrasta com a alta popularidade do irmão. Sua dificuldade de socializar fez com que ela se tornasse extremamente dependente de Zach e, por isso, ambos planejaram suas vidas na mesma faculdade independente do que aconteça. 

No colégio, no entanto, Mia conhece uma garota nova, tão inadequada socialmente quanto ela e as duas rapidamente se tornam melhores amigas. Lexi tem um passado problemático, passando por várias famílias adotivas, a jovem nunca teve um lugar para chamar de casa. Quando conhece os pais de Mia e Zach, Lexi se vê próxima da felicidade e, mesmo que não seja parte daquela família, vê que existem pessoas que se amam e fazem tudo por seus filhos. 

Jude é a mãe dos gêmeos e sua história também é narrada de um ponto de vista privilegiado. Ela fez tudo o que podia para criar seus filhos da melhor maneira possível e os vê chegando na difícil fase da adolescência. Os corações partidos, amizades traiçoeiras e perigos da vida adulta a apavoram, mas depois de amar e proteger suas crianças por dezoito anos, não há mais como afastá-los do mundo. 

Em um relato sincero que só uma mãe dedicada como Kristin Hannah saberia fazer, O Caminho Para Casa é mais do que ficção, um desabafo. As mães - e os pais - que se preocupam tanto com seus filhos simplesmente os amam acima de todas as coisas e só querem que seus filhos nunca se percam. Afinal, a coisa mais triste do mundo é quando um filho não encontra o caminho de casa.

"- Ótima estratégia, Miles. Não fazer nada. E se descobríssemos que ele estava usando heroína?
- Não é heroína, Jude - retrucou ele, cansado.
- Não. É amor. Ao menos é o que ele pensa que é." (p. 101)

Sinopse: Durante 18 anos, Jude pôs as necessidades dos filhos em primeiro lugar, e o resultado disso é que seus gêmeos, Mia e Zach, são adolescentes felizes. Quando Lexi começa a estudar no mesmo colégio que eles, ninguém em Pine Island é mais receptivo que Jude. Lexi, uma menina com um passado de sofrimento, criada em lares adotivos temporários, rapidamente se torna a melhor amiga de Mia. E, quando Zach se apaixona por ela, os três se tornam companheiros inseparáveis.

Jude sempre fez o possível para que os filhos não se metessem em encrenca, mas o último ano do ensino médio, com suas festas e descobertas, é uma verdadeira provação. Toda vez que Mia e Zach saem de casa, ela não consegue deixar de se preocupar.

Em uma noite de verão, seus piores pesadelos se concretizam. Então a vida dá uma guinada, levando os personagens a viver sentimentos intensos – amor e ódio, culpa e perdão – que qualquer um de nós poderia experimentar. Uma decisão muda seus destinos, e cada um deles terá que enfrentar as consequências – e encontrar um jeito de esquecer ou a coragem para perdoar. O caminho para casa aborda questões profundas sobre maternidade, identidade, amor e perdão. Comovente, transmite com perfeição e delicadeza tanto a dor da perda quanto o poder da esperança.

"- Talvez você precise se quebrar um pouco, para poder se reconstruir.
- Tenho medo de não conseguir me reconstruir.
- Vai conseguir, sim. Você já está no caminho, Jude.
- E o que faço agora?
- Siga o seu coração." (p. 320)


Um comentário:

  1. Maravilhosa resenha, faz jus à encantadora história desse livro. Amei ❤

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...