outubro 09, 2017

[Livros] Mr. Romance - Leisa Rayven (Masters Of Love #1)

Título Original: Mr. Romance #1
Autor: Leisa Rayven
Editora: Globo Alt
Páginas: 358
Gênero: Romance, Ficção
País: Australia
ISBN: 9788525064684
Classificação★★★★☆
_______________

Um livro que reúne todos os clichês românticos sedutores num personagem misterioso, Mr. Romance é mais do que uma boa leitura, um romance intrigante. O enredo criado por Leisa Rayven, bem como na trilogia Meu Romeu, envolve um personagem que está interpretando outros personagens. Suas múltiplas personalidades escondem o verdadeiro protagonista e fazem com que o leitor não saiba ao certo por quem se apaixonou.

A narrativa de Leisa é tão envolvente quanto os mocinhos que ela cria e nos conquista já no primeiro capítulo. Mr. Romance dialoga com seus leitores ao trabalhar clichês batidos em new adults contemporâneos e nos forçar a pensar sobre nossas expectativas românticas surreais. 

Eden Tate não acredita no amor e vive se envolvendo com babacas. A jornalista não vê motivo para desejar mais do que um relacionamento de uma noite, afinal, ela está focada em sua carreira que é mais fracassada ainda do que sua vida amorosa. Redatora de matérias duvidosas, Eden busca sua redenção com um grande furo de reportagem que a tire da lama de uma vez por todas. 

Um rumor sobre um tal de Mr. Romance começa a circular e a jornalista se interessa pela história de um galã que seduz a alta sociedade em troca de dinheiro. Determinada a desmascarar o rapaz e expor seu serviço de luxo, Eden começa uma caçada sem imaginar que talvez ela também precise de um pouco de romance em sua vida.

Max Riley não oferece fantasias sexuais às suas clientes, pelo contrário, ele oferece fantasias românticas, entregando tudo o que elas desejam em um homem - menos sexo. É uma forma de suprir as necessidades emocionais dessas mulheres mostrando a elas como um pouco de ficção poderia fazê-las felizes. Sob personalidades distintas, Max faz com que elas se sintam amadas e desejadas expondo-as à situações completamente diferentes das que elas estão acostumadas a viver, mas muito próximas dos clichês românticos que encontramos nos livros.

Enquanto escreve a matéria, Eden vai conhecendo um pouco do misterioso Mr. Romance e cada uma de suas facetas, parece ser mais encantadora que a anterior. Uma característica das narrativas de Leisa Rayven é o fato de o protagonista ser um ator. É muito interessante que não saibamos quem de fato é Max Riley, afinal, conhecemos apenas seus personagens. 

De uma forma inteligente, sensível e sedutora, Mr. Romance vai conquistar corações - tanto o protagonista quanto o livro. Todos precisamos de um pouco de romance em nossas vidas, clichê ou não, se apaixonar é como estar em um bom livro: a gente ama o mocinho e torce por um final feliz. 

"Todos nós temos questões que estamos tentando superar, senhorita Tate. Todo mundo quer se sentir especial, a gente admitindo ou não. E amar sem limites, nos permitindo ser amados de volta, é o que dá sentido à vida. Ou, pelo menos, é o que deveria dar. Todo o resto só atrapalha." (p. 106)

Sinopse: Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alter-ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. 

No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. 

Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

"Todas nós já nos machucamos. Todas nós temos cicatrizes em alguns lugares. Mas o romance nos permite esquecer disso por um momento e acreditar que contos de fadas podem ser reais. Nós vivemos em um mundo de homens falhos. Não há vergonha nenhuma em se permitir acreditar em um perfeito por um tempinho" (p.222)

Um comentário:

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...