fevereiro 17, 2018

[Livros] Rosalie Lightning - Memórias Gráficas - Tom Hart

Título Original: Rosalie Lightning: A Graphic Memoir
Autor: Tom Hart
Editora: Nemo
Páginas: 272
Gênero: Graphic Novel
País: EUA
ISBN: 9788582864067
Classificação: ★★★
_______________

Uma graphic novel cheia de imagens lindas e dolorosas, Rosalie Lightning é um memorial em homenagem à filhinha falecida do autor. As ilustrações de Tom Hart são poderosas mas seus textos é que são brutais, cada reflexão de seu luto paterno é emocionante e parte nosso coração em mil pedaços. Desde a primeira frase, o amor e a saudade do pai preenchem as páginas do livro nos apresentando uma pequena doce criança que nunca poderemos conhecer.

Metáforas e representações gráficas foram a maneira que Hart encontrou para sobreviver a uma perda repentina e imensurável de seu bebê de dois anos. Ele e sua esposa Leela buscaram todo o tipo de ajuda, mas vagaram por muito tempo sem rumo, afinal, perderam sua luz. Rosalie trazia alegria aos pais e, como a maioria das crianças, deixou divertidas lembranças que durante o período mais negro da dor traziam apenas tristeza.

Reunir essa fase sombria, as lembranças felizes e a situação difícil que o casal enfrentou foi um trabalho corajoso e, aparentemente, catártico. Tom Hart expôs sua dor crua e o medo de nunca mais consertar a si mesmo ou à sua esposa. Utilizando conexões metafóricas com as coisas que sua filha repetia, o autor buscou dar significado à sua vida e ao curto espaço de tempo que viveu com Rosalie. É um trabalho tão lindo e sensível quanto era a pequena garotinha loirinha aos olhos do papai.

Um relato de amor, dor e saudade, Memórias Gráficas toca fundo no coração, especialmente daqueles que já conheceram o amor de um filho. Dar seu coração inteiro para alguém e perdê-lo é como a noite mais escura, sem estrelas, sem brilho, sem a lua que Rosalie tanto gostava de procurar. Fica o nó na garganta e a sensação de que Tom Hart carregava um dor enorme e precisava dividir conosco, peguei uma bolota.

"O que você faz quando sua filha morre?
Você cai
Num buraco." (p. 82)

Sinopse: Rosalie Lightning é o belíssimo memorial do cartunista Tom Hart, já indicado ao Prêmio Eisner 2017, sobre a morte prematura de sua pequena filha Rosalie. As ilustrações comoventes atingem em cheio qualquer leitor e nos conduzem na jornada da família de Hart após sua perda. Com a expressão gráfica que representa como ele e sua esposa buscaram sentido na esteira da morte de Rosalie, o autor explora os temas do luto, da desesperança, do renascimento e, por fim, da redescoberta da esperança.

"Sol e luz estão alinhados e opostos, de forma que a lua se põe exatamente ao nascer do sol. O sol vem dando a volta na Terra rumo ao leste e encontra-se com a lua no rumo oeste. O sol exatamente abaixo e mim, minha sombra desabando na lua. Assim como nós desabamos nos braços um do outro. Eu te seguro." (p. 165)

fevereiro 10, 2018

[Livros] Histórias de Meu Romeu - Leisa Rayven

Título Original: Bad Romeo Christmas
Autor: Leisa Rayven
Editora: Globo Alt
Páginas: 288
Gênero: Romance, Ficção
País: Australia
ISBN: 9788525063649
Classificação: ★★★☆☆
_______________

Um deleite para os fãs da série Meu Romeu ou Starcrossed, Histórias de Meu Romeu reúne contos sobre os casais mais amados do teatro e nos faz suspirar uma vez mais com os protagonistas apaixonantes criados por Leisa Rayven. Com histórias divertidas, leves - em oposição aos livros anteriores -, este "quarto volume" é justamente o alívio cômico que faltava e traz outra bela referência teatral - a comédia e o drama.

As três narrativas são focadas nos casais que já conhecemos nos romances da série - Ethan e Cassie, Liam e Elissa, e Josh e Angel. E foi uma grata surpresa poder ter mais deste último casal, uma vez que eles não chegaram a protagonizar nenhum dos livros, literalmente. Coincidentemente ou não, a melhor das três histórias foi justamente a do casal de coadjuvantes.

Leisa Rayven não escreveu uma continuação para a série, pelo contrário, ela nos trouxe os bastidores do felizes para sempre desses personagens e abriu as cortinas para a 'vida real' de cada um deles. Com cenas sensuais e eróticas que seguem o tom dos livros antecessores, Histórias de Meu Romeu é a leitura perfeita para quem gosta de comédias românticas com final feliz - e deseja saber o que vem depois.

Numa edição maravilhosa, esse volume é o desfecho perfeito para as histórias que tanto amamos. Depois que as cortinas do teatro se fecharem e os atores e diretores forem para casa, sabemos que o noite só estará começando para cada um dos integrantes do espetáculo. Assim como foi fechar o livro e imaginar as confusões que esses atores ainda poderiam protagonizar. Guardando cada um deles no coração e seus romances na estante, suas histórias vivem para sempre e Meu Romeu é, de fato, meu. 

"Nós dois passamos muito tempo vivendo como se fôssemos uma coleção de pedaços quebrados. Ainda é possível ouvir o barulho das peças se chocando quando algo nos chacoalha, mas com certeza somos mais inteiros juntos do que jamais fomos separados." (p. 32)

Sinopse: Os casais mais sexy, hilários e apaixonantes de Leisa Rayven estão de volta em três contos inesquecíveis: Cassie e Ethan estão noivos e apaixonados como nunca. Eles estão indo passar o Natal na casa dos Holt e, apesar de Cassie insistir em cozinhar para a ocasião, todo o resto parece perfeito. Isso até que um fantasma do passado regressa para fazê-los questionar: o amor deles é mesmo maior do que tudo?

Elissa e Liam estão há meses sem se ver, cada um trabalhando em um canto do mundo. Mas Liam está preparando uma surpresa incrível (e sexy!) para sua noiva. Eles vão partir em uma viagem de férias, mas Elissa ainda não sabe o destino. Chegando lá, os dois terão muito mais surpresas do que esperavam...

Josh e Angel também estão longe um do outro por causa do trabalho, e ele não sabe lidar com o ciúme de vê-la contracenando com outro homem. Sua insegurança faz com que Josh invista mais em seu corpo, e ele exibirá sua nova aparência na épica festa à fantasia de Ano-Novo de Marco, onde estará todo o pessoal da Grove. Até a meia-noite chegar, ele perceberá, vestido de super-herói, que tem superpoderes que nem imaginava.

"- Cassie, você é meu primeiro amor, meu último amor e todos os meus amores entre um e outro. Como você não sabia disso até agora? Você é a primeira e a única. E isso é algo que ninguém jamais será." (p. 72)


fevereiro 03, 2018

[Livros] Nutrição - Muito Além da Alimentação - Geórgia Bachi

Título Original: Nutrição - Muito Além da Alimentação
Autor: Geórgia Bachi
Editora: Matrix
Páginas: 128
Gênero: Saúde, Bem-Estar
País: Brasil
ISBN: 9788582302453
Classificação: ★★★
_______________

Um trabalho que reúne anos de experiência e pesquisa nutricional, Nutrição - Muito Além da Alimentação mostra como falsas crenças podem atrapalhar nossa busca por um corpo saudável. Com dicas para equilibrar corpo e mente, Geórgia Bachi conta de forma simples os segredos que podem transformar nossa vida.

Deixando claro a todo momento que você deve respeitar a sua individualidade, a nutricionista nos aponta pequenas mudanças que em conjunto geram um grande impacto na nossa saúde. Exercícios físicos, alívio do estresse, ingestão de água, alimentação saudável, sono de qualidade, todos esses fatores alinhados geram qualidade de vida.

Em tópicos e de forma bastante clara, Geórgia nos ensina o básico para começar a mudança, mas nos aconselha sempre a buscar apoio especializado para descobrir o que funciona melhor para cada um de nós. É um daqueles livros necessários para nos colocar no caminho certo, que precisa ser incorporado a nossa rotina quanto mais cedo melhor.

Sinopse: Nutrir o seu corpo com saúde e vitalidade vai muito além de, simplesmente, acertar nos alimentos. Neste livro há uma nova visão sobre o seu próprio corpo. Ao compreender os mistérios de seu organismo, você vai ver que a resposta para atingir excelentes resultados de peso, dormir bem, ter energia e alegria ao longo do dia está dentro de você. Basta aprender a respeitar sua individualidade.

janeiro 25, 2018

[Livros] Dear Heart, Eu Odeio Você - J. Sterling

Título Original: Dear Heart, I Hate You
Autor: J. Sterling
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Gênero: Ficção, Romance
País: EUA
ISBN: 9788595810075
Classificação: ★★★
_______________

Um daqueles livros que apareceram na minha vida no momento certo, Dear Heart me impactou demais pela identificação que criei com a protagonista e com uma situação pela qual todos nós já passamos: a rejeição. Em uma narrativa não muito complexa e sem grandes acontecimentos, J. Sterling expõe a crua realidade de um relacionamento problemático e como isso pode destruir o nosso coração.

Alternando entre os pontos de vista do casal, a autora nos dá uma visão ampla de como um relacionamento pode ser refém das circunstâncias. Não há certo ou errado quando compreendemos o sentimento do outro e Dear Heart fala justamente sobre isso, o fato de que só temos uma visão parcial e emocional do problema.

Dois workaholics bem-sucedidos, Jules e Cal não têm interesse nem tempo para se envolver com ninguém. No entanto, esse caso de uma noite acaba virando algo mais, algo indefinido que ganha poder sobre eles e começa a mudar aquilo que eles tinham por definitivo. Ao começarem a questionar se o trabalho deveria realmente ser prioridade na vida dos dois, eles se vêem confusos em seus próprios padrões.

Numa trama em que o verdadeiro vilão é o coração, J. Sterling questiona o fato de a razão e a emoção viverem em conflito. Algumas vezes, o amor pode surgir nos momentos mais inesperados e causar a destruição de tudo o que poderia ter sido simplesmente pelo medo do fracasso. E nada é mais destrutivo do que o medo.

Tantas coisas podem dar errado num relacionamento e, ainda assim, insistimos em entregar tudo para alguém que pode não nos dar nada em troca. Amar é correr esse risco e apostar ainda mais, sua sanidade mental, seu dinheiro, seu emprego, seus planos, seus sonhos, colocar tudo na mesa e torcer por um bom carteado. Nem sempre é o outro que dá as cartas, a vida é uma banca cruel que sempre pode levar todas as fichas. É preciso saber jogar e aceitar a hora de parar, por mais difícil que seja saber que você tinha uma trinca de ases e poderia ter ganho.

"Quando transa, uma mulher permite que um homem fique dentro dela e leve um pedaço dela para sempre. Transar significa que um homem vai ficar dentro dela, vai abrir caminho em seu corpo e se tornar parte da extensão dele. Uma mulher não entra em um homem. Ela não o invade. Mas ela recebe o homem dentro de seu corpo e o cobre, o retém e o cerca com suas partes mais ternas e íntimas." (p. 37)

Sinopse: Jules era viciada em trabalho. Colocando sempre o amor em segundo plano, sua principal meta era construir uma carreira com sólida reputação. Cal Donovan era muito parecido. Ele havia traçado uma lista de objetivos para alcançar na vida, e nela só havia espaço para ascensão profissional. Mas um encontro ao acaso muda tudo. De repente, o amor não parece uma distração para atrapalhar seus planos.

Como fazer um relacionamento dar certo quando a sua cara-metade mora a milhares de quilômetros de você? Como viver esse amor sem abandonar tudo o que construiu? Algumas vezes as nossas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.

"O coração da gente fica em pedaços quando percebemos que os capítulos da nossa realidade se transformaram em lembranças. Todas as situações que eu havia acabado de viver com Cal, todo o tempo que nós passamos juntos, agora existiriam apenas na minha mente." (p. 85)

janeiro 19, 2018

[Livros] Tartarugas Até Lá Embaixo - John Green

Adicionar legenda
Título Original: Turtles All Way Down
Autor: John Green
Editora: Intrinseca
Páginas: 256
Gênero: Young Adult, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788551002001
Classificação: ★★★
_______________

Uma espiral de emoções, Tartarugas Até Lá Embaixo é mais um romance incrível de John Green que me conquista. Abordando transtornos mentais, o autor nos traz uma protagonista que representa grande parte da juventude contemporânea e se sente incompreendida e sozinha. O uso rico de metáforas durante todo o livro é genial e só reafirma a qualidade da escrita do autor.

Desde seu título peculiar - como já é costume do autor - e que possui uma brilhante conexão com a narrativa, Green nos faz pensar. A metáfora de que o mundo seria sustentado por tartarugas com cascos empilhados uns sobre os outros deriva do "paradoxo do primeiro motor imóvel", ou seja, do fato de que existe uma correlação infinita de causas para a existência das coisas, como se algo sempre dependesse de outra coisa e gerasse, assim, consequências infinitas.

E se tudo tem uma razão, qual a seria a primeira delas? O que explicaria o começo de tudo? Filosofar sobre isso pode nos levar à loucura - perdão pelo trocadilho - justamente pelo fato de ser um paradoxo, não há como sair desse questionamento. Se fosse preciso uma tartaruga para segurar outra e as empilhássemos, qual seria a base para a primeira tartaruga? Outra tartaruga e, assim, sucessivamente. Não tem fim. É como a espiral de pensamentos negativos, intrusivos, ansiosos ou depressivos que afeta quem sofre de transtornos mentais, uma coisa puxa outra e os efeitos são catastróficos.

Aza é uma jovem de dezesseis anos que sofre com TOC - transtorno obsessivo-compulsivo - e tenta lidar com as consequências da doença em um dos momentos mais delicados da vida, a adolescência. O medo de procurar ajuda, de fracassar ou de ser dependente de remédios, a afasta cada dia mais de uma vida feliz. Por experiência própria, compreendo o temor da protagonista e, admito, foi exatamente o que me fez demorar tantos anos para procurar ajuda.

A trama central envolve um misterioso desaparecimento e leva a protagonista e sua melhor amiga em uma jornada cheia de aventuras e momentos de reflexão. Característica de John Green, a busca por respostas - outra clara metáfora em seus livros - por meio de uma investigação leva as meninas a encontrarem grandes desafios e até mesmo amor onde menos se espera. O romance, não sendo foco do young adult, fica em segundo plano mas nos proporciona cenas encantadoras e clichês que costumamos amar.

A espiral de terror que envolve a protagonista também acomete o autor do livro e, por isso, as descrições de suas crises de ansiedade são tão reais e perturbadoras. Estar preso dentro da sua própria cabeça sem ter controle dos próprios pensamentos e sentimentos é uma cruel realidade para muitos de nós e por sermos reféns de diferentes mentes, nunca compreendemos de fato o que o outro sente. John Green nos liberta de nossas próprias prisões, prendendo nossa atenção em histórias que falam sobre se sentir preso e, dessa forma, subimos em outra tartaruga.

"Teria contado que, mesmo na época, Davis e eu não conversávamos muito, sequer nos olhávamos muito, mas que isso não importava, porque estávamos observando juntos o mesmo céu, o que, para mim, talvez seja mais íntimo do que contato visual. Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu." (p. 16)

Sinopse: Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá embaixo.

A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.

"- O mais apavorante não é girar sem parar numa espirar crescente, é girar sem parar numa espiral que se afunila. É ser sugado para um redemoinho que vai se fechando mais e mais e esmagando seu mundo até você estar apenas girando sem sair do lugar, preso numa cela que é exatamente do seu tamanho e nem um milímetro a mais, até você finalmente se dar conta de que na verdade não está preso na cela. Você é a cela." (p. 144)

janeiro 17, 2018

[Planner] Recados do Bem - Ariane Freitas & Jessica Grecco

Título Original: Recados do Bem
Autor: Ariane Freitas & Jessica Grecco
Editora: Gutenberg
Páginas: 256
Gênero: Planner, Mensagens
País: Brasil
ISBN: 9788582354186
Classificação: ★★★
_______________

As mensagens e textos positivos das meninas do Indiretas do Bem se transformaram nesse livro/agenda fofo que vai acompanhar o nosso ano de 2018 e registrar todas as coisas lindas que acontecerem conosco. Unindo duas grandes paixões dos blogueiros e bookstagrammers - livro e planner - o projeto gráfico e editorial está impecável e, com certeza, vocês vão querer levar essas doses de amor na bolsa.

A edição pocket faz com que você deseje levar esse livrinho para onde for. Compacta e bem organizada, a agendinha é um auxílio valioso na correria do dia-a-dia. Com divisões mensais e semanais, o controle de atividades e tarefas é bem simples, além de ter fofas mensagens reflexivas e trechos de interação onde o leitor pode registrar seus hobbies, músicas, livros, filmes favoritos.

Cada página traz uma inspiração diferente e textos que precisamos ler. Até agora, todas as semanas tenho lido algo que me ajudou a seguir em frente num ano que começou difícil para mim, mas promete ser lindo. Se positividade e amor são as palavras-chave para 2018, Recados do Bem vai te ajudar a manter um sorriso no rosto e a refletir sobre si mesmo.

"Pare de achar que um dia você terá o controle total da sua vida! Muitas vezes acreditamos tanto que sabemos o que estamos fazendo e que estamos certos, que ficamos perdidos ao ver tudo dando errado em sequência. É importante lembrar que em sempre temos o controle da situação - o que não quer dizer que o processo não estava indo bem! Afinal, que graça a vida teria se o acaso não existisse para dar uma sacudida nos nossos planos?"

Sinopse: Este livro foi inspirado no projeto do @instadobem e traz 52 textos pensados para te ajudar a enxergar a vida de forma mais positiva. Com ele você também pode planejar, semana a semana, a prática de novas ideias e de novos olhares sobre a vida que leva. Com certeza seu ano não terminará da mesma forma que começou.

"Dicas para os dias difíceis: respire fundo, foque sua atenção apenas naquilo que está te cercando no momento, tente outros pontos de vista. Isso vai te ajudar a tirar os problemas da frente e, sobretudo, a não criar problemas que não existiam antes." 


janeiro 09, 2018

[Listas] 10 Livros Que Quero Ler em 2018 #1

Olá, booklovers! Hoje vim montar uma lista com 10 livros que estão na minha TBR desse ano - alguns já estão parados na estante há anos, mas.. dessa vez vai! Tem desde séries completas que eu comprei na Bienal de 2016 até livros que ganhei no finalzinho de 2018. Vem conferir: 

1 - Deuses Americanos - Neil Gaiman
Eu preciso ler esse livro para poder assistir a série. Sei que será um dos meus favoritos, mas Gaiman trava muito a minha fila de leituras, então, preciso estar bem adiantada para entrar numa leitura de duas semanas, no mínimo.

2 - O Livro do Juízo Final - Connie Willis
Outro livro que sei que vai entrar para minha lista de favoritos pois aborda o paradoxo temporal, esse livro promete explodir minha cabeça de uma maneira bem Black Mirror. Está na TBR de janeiro porque estou bolando uma leitura em conjunto e sorteio de um exemplar dele em parceria com as lindas do Blog Parênteses.

3 - Não Me Abandone Jamais - Kazuo Ishiguro
Livrão que original um filmão, sei que essa história vai me tomar algum tempo. Apesar de eu já ter iniciado a leitura e ter colocado ele na TBR de dezembro, dessa vez vou terminar. Ganhador do prêmio Nobel não é leitura para fim de semana de verão.

4 - Trilogia Legend - Marie Lu
Essa trilogia está aqui na minha estante há mais de três anos, mas chegam coisas novas e eu adio a leitura das antigas. Preciso ler urgentemente, fortes indicações dos meus seguidores fanáticos por séries.

5 - Cosmos - Carl Sagan
Um livrão da porra, literalmente, esse clássico da ciência é uma daquelas leituras pra vida e eu ainda não encontrei o momento certo para mergulhar no Cosmos. Preciso ler antes da renovação com a Companhia das Letras, senão estou ferrada. 

6 - Fogo Contra Fogo - Siobhan Vivian & Jenny Han
O desfecho da trilogia Olho por Olho, troquei esse livro assim que ele foi lançado aqui no Brasil e não sei por quê ainda não comecei a ler. Essa série é destruidora e espero um final nada menos que genial. 

7 - O Feitiço Azul e os demais livros da série Bloodlines - Richelle Mead
Outra série favorita da vida que eu não terminei porque tenho medo de dizer adeus aos meus personagens favoritos - e também não tenho tempo com o tanto de livro que recebo de parceria. Preciso continuar me apaixonando por Dimitri Belikov, amor da minha vida.

8 - Battle Royale - Koushun Takami
Outra vergonha que eu passo constantemente é olhar essa bíblia distópica na estante todos os dias e saber que eu não o li ainda. Tenho esse livro há aproximadamente três anos e a densidade (e a grossura) do livro me apavoram. Mas preciso conhecer essa trama sangrenta que foi escrita bem antes de Jogos Vorazes.

9 - O Ceifador - Neil Shusterman
Fã alucinada do Neil, quando vi que essa série seria lançada no Brasil, eu pirei. Infelizmente, acabei recebendo muita coisa junto com esse livro e fui deixando ele pra depois. Tenho certeza absoluta que esse livro vai entrar na minha lista de favoritos da vida, então, vou guardá-lo para o momento certo. 

10 - Matéria Escura - Blake Crouch
Ganhei esse livro no amigo de secreto de bookstagrammers e, juro, tô com medo de ler esse livro. Daqueles que desgraçam a mente - bem Black Mirror também - essa trama promete me fazer questionar a realidade em que eu vivo. Já gostei, espero conseguir ler na primeira metade de 2018.

E é isso, pessoal, esses são dez dos livros que eu PRECISO ler esse ano, só leitura densa e que eu sei que vou favoritar. E vocês, tem livros empacados aí na estante que não encontra um tempinho para ler? Vamos nos comprometer a diminuir essa pilha de não lidos? Boa sorte na TBR de vocês, amores!

[Livros] Histórias Extraordinárias - Edgar Allan Poe

Título Original: The Extraordinary Tales
Autor: Edgar Allan Poe
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 448
Gênero: Ficção, Contos
País: EUA
ISBN: 9788535930030
Classificação: ★★★
_______________

Uma coletânea com os melhores e mais importantes contos de Edgar Allan Poe por José Paulo Paes, Histórias Extraordinárias é uma obra-prima desde a escolha dos textos até sua diagramação. A edição capa dura e ilustrada publicada pela Companhia das Letras é absolutamente linda e ainda conta com textos de Cortázar, Baudelaire e Jorge Luis Borges sobre o trabalho de Poe.

Os contos de Poe são únicos, mesmo que traduzidos, seus textos transmitem sensações e sentimentos perturbadores, instigadores que nos levam à uma imersão completa dentro desse universo sombrio. Não se trata de terror basicamente, é uma mistura de suspense e loucura que funciona como um catalisador para o incômodo. Não medo, os textos de Poe não dão medo, eles perturbam, fazem pensar.

Suas tramas geralmente trazem acontecimentos estranhos, em muitos casos, envolvendo insanidade mental, desequilíbrio psicológico ou falhas de caráter humanas. A todo momento o leitor questiona o que é real e o que não é nas histórias e, no final das contas, nada disso importa, essa inquietação que o autor transmite é o verdadeiro objetivo. Há também uma esfera de questionamentos políticos e filosóficos que, obviamente, foram escritos à luz de outros problemas sociais, mas ainda se encaixam na contemporaneidade. 

Dentre seus textos mais famosos (e perturbadores) destaco os meus favoritos: Ligeia, O Gato Preto e O Coração Delator. Os três prendem nossa atenção do começo ao fim com um clima soturno, tão característico da escrita de Edgar Allan Poe que leva a um final chocante e mostra que provavelmente estivemos prendendo também a respiração durante a leitura. 

Senti falta, apesar de entender que esta é uma coletânea de "histórias", do tão famoso poema 'O Corvo', um dos textos mais belos do autor, talvez como uma introdução a tal mundo melancólico e sombrio. De qualquer forma, o livro é fantástico, tão genial quanto seu autor e mesmo para os que já são amantes de longa-data dos clássicos de Edgar Allan Poe, recomendo essa edição nada menos que extraordinária.

"Mas quando teve a humanidade jamais satisfeitas as suas esperanças?" (p. 41)

Sinopse: A edição ilustrada inclui textos de Charles Baudelaire, Jorge Luis Borges e Julio Cortázar, que reverenciam o estilo hipnotizante do escritor mais sombrio de todos os tempos.

Histórias extraordinárias reúne dezoito contos assombrosos de Edgar Allan Poe, com seleção, apresentação e tradução do poeta José Paulo Paes. Este livro traz, entre outras obras-primas do mestre do suspense e do mistério, “A carta roubada”, “O gato preto”, “O escaravelho de ouro”, “O poço e o pêndulo” e “O homem da multidão”.

O caráter macabro das histórias, dotadas de profundidade psicológica e imersas em uma atmosfera eletrizante, continua a conquistar novos leitores e a afirmar sua condição de clássico. Nas palavras de Paes, “Poe sempre consegue […] provocar-nos aquele arrepio de morte ou aquela impressão de vida que, em literatura, constituem o melhor, senão o único, passaporte para a imortalidade”.

"Tempo virá, porém, em que poderá o senhor julgar por si mesmo o que vai pelo mundo afora, sem se fiar nos falatórios do povo. Não creia em nada do que lhe contarem, nem creia senão na metade do que puder ver." (p. 121)


janeiro 02, 2018

[Livros] Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra - Leigh Bardugo (Lendas da DC #1)

Título Original: Wonder Woman: Warbringer
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Gênero: Ficção, Romance
País: EUA
ISBN: 9788580417463
Classificação: ★★★
_______________

Mulher Maravilha – Sementes da Guerra é o tipo de livro que laça sua atenção do começo ao fim, as aventuras da jovem princesa Diana recontadas por Leigh Bardugo são fascinantes e dignas da personagem feminina mais importante das HQ’s. Estreia de uma série de livros que promete reescrever a história dos famosos ícones da DC Comics em romances, o primeiro volume foi fantástico, agora é aguardar o Batman de Marie Lu.

Na narrativa de Leigh Bardugo, a tão famosa lenda das amazonas é trazida para o cenário atual e a paz da ilha de Temiscira é ameaçada por um desequilíbrio que afeta o mundo – a ameaça iminente da guerra e uma poderosa profecia. Bem como na última adaptação cinematográfica de A Mulher Maravilha (2017), a história destaca o desenvolvimento de Diana, a filha de Hipólita e sua primeira incursão ao mundo dos mortais.

Acompanhar a divergência cultural e o aprendizado da jovem é muito divertido, vinda de outra realidade, ela não está familiarizada com a tecnologia ou com o modo de se comportar dos jovens, o que gera situações divertidas e interessantes. Por outro lado, a princesa também  percebe a desigualdade entre homens e mulheres no mundo. A crítica feminista, tão forte na HQ, também está bastante inserida no romance e se faz muito necessária.

Diana sofre para conquistar a aceitação de suas irmãs guerreiras. Por ter sido forjada pelos desejos da mãe – e não ter morrido em batalha como as outras amazonas -, as guerreiras dizem que ela não é “merecedora” de estar em Temiscira. Tentando provar seu valor e fazer o certo, a garota vai se tornar a protetora uma mortal que carrega uma poderosa maldição e isso vai colocar em risco tudo o que ela conhece.

Com um enredo consistente, novo e com muita aventura, Sementes da Guerra foi uma adaptação incrível para uma personagem que merece o espaço que ocupa na História. A mensagem de que uma mulher pode ser uma super-heroína independentemente do que lhe digam é tão importante quanto maravilhosa.

"Uma a uma, suas irmãs viraram as costas, como deviam. Embora chorassem, suas lágrimas salgadas eram como nada para o mar. Nessa, então, transpôs a clemência e adentrou as brumas, e as terras adiante, onde os homens inalam a guerra feito ar, onde a vida é como o bater das asas de uma mariposa; quase invisível, incompreensível, antes de esvanecer. O que dizer de seu sofrimento, exceto que foi breve?" (p. 38)

Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana. Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal.

No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

"- Não é justo exigir que uma pessoa viva pela metade - respondeu Diana. - Não podemos viver com medo. Ou fazemos as coisas acontecerem, ou as coisas acontecem com a gente." (p. 127)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...