abril 14, 2018

[Livros] Desenhos Invisíveis - Troche

Título Original: Dibujos Invisibles
Autor: Gervasio Troche
Editora: Lote 42
Páginas: 160
Gênero: Ilustrações
País: Uruguai
ISBN: 9788566740073
Classificação★★★★★
_______________

Desenhos Invisíveis é uma seleção de ilustrações e tirinhas de Troche que trazem mensagens e significados profundos. Seus traços simples são combinados com as poderosas metáforas visuais criadas pelo artista e dão origem a um compilado de imagens invisíveis que são construídas em nossa mente.

Sem palavras, esse livro diz muito e nos faz pensar sobre como cada um de nós vê algo diferente no mesmo papel. Daí o título tão inteligente Desenhos Invisíveis que na verdade não têm significado até que o "leitor" os signifique. É como se eles fossem invisíveis até serem vistos por você.

À edição linda da Lote 42 só faltou uma capa dura, como em outros livros desse gênero mas, de qualquer forma, o que importa a beleza exterior de um trabalho tão maravilhoso por dentro? Se você ainda não viu essas ilustrações tão expressivas, se deixe observar ao menos a da capa e perceba o Universo que existe nas entrelinhas.

Sinopse: Desenhos Invisíveis é uma compilação dos trabalhos que Troche publicou no seu blog entre 2009 e 2012. O livro foi originalmente lançado na Argentina em 2013 pela editora Sudamericana (© Penguim Random House), com prólogos dos quadrinistas Kioskerman e Tute (que podem ser lidos aqui). Na edição brasileira, da Lote 42, foram os quadrinistas Fabio Zimbres e Adão Iturrusgarai que endossaram o trabalho do artista.

abril 13, 2018

[Livros] O Mensageiro - Lois Lowry (O Doador de Memórias #3)

Título Original: The Messenger
Autor: Lois Lowry
Editora: Arqueiro
Páginas: 160
Gênero: Ficção, Romance, Distopia
País: EUA
ISBN: 9788580415674
Classificação★★★★★
_______________

Terceiro volume da - brilhante - série O Doador de Memórias, O Mensageiro reúne os protagonistas dos livros anteriores e nos dá uma nova perspectiva distópica sobre um futuro sombrio. Lois Lowry, que é uma das minhas autoras favoritas de todos os tempos, escreve com maestria sobre as consequências das nossas péssimas escolhas e nos leva a pensar sobre a mensagem que a série como um todo tenta transmitir.

Com uma linguagem riquíssima em metáforas, o livro é complexo em significados e só aqueles que vêem além das palavras, são capazes de compreendê-lo. A autora percebe os efeitos devastadores do futuro como Jonas, costura as tramas anteriores com a habilidade mágica de Kira, e nos entrega uma mensagem importantíssima como Matty. É como se cada um de seus protagonistas fosse uma representação alegórica da própria narrativa.

Narrando a história de Matty, um garoto que vive numa comunidade de sobreviventes, Lois Lowry nos apresenta a vida e a organização de pessoas que foram abandonadas à própria sorte. Os motivos que os levaram até ali já foram mostrados nos livros anteriores, por serem considerados fracos, eles foram descartados de outras sociedades.

Jonas, o protagonista de O Doador de Memórias é o líder desse grupo e com sua capacidade de ver além das pessoas e das situações - essa metáfora incrível que eu levo para toda a vida - mantém a ordem em um mundo caótico. As coisas estavam indo bem até que algo sombrio começa a acontecer com os moradores do Vilarejo e tudo o que eles construíram pode estar prestes a desmoronar.

Cada um dos livros da série trata de uma comunidade diferente e, neste terceiro volume, percebemos como essas histórias se encaixam e se complementam. Outro livro que se tornou um dos favoritos da vida, O Mensageiro me deixou encantada com sua mensagem.

"... Em toda a parte, espalhadas pelos quatro cantos do mundo conhecido, existiam comunidades onde as pessoas sofriam. Nem sempre devido a surras ou à fome, como havia acontecido com ele, mas por causa da ignorância. Por não saberem. Porque eram privadas do conhecimento." (p. 27)

Sinopse: Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes. Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem.


Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais.

Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.

"É por isso que temos o Museu, Matty, para que nos lembremos de como viemos para cá, e por quê: para que recomecemos e criemos um novo lugar a partir do que aprendemos e trouxemos dos lugares antigos." (p. 31)

abril 12, 2018

[Livros] O Homem de Lata - Sarah Winman

Título Original: Tin Man
Autor: Sarah Winman
Editora: Faro Editorial
Páginas: 160
Gênero: Romance, Ficção, Drama
País: Reino Unido
ISBN: 9788595810112
Classificação: ★★★
_______________

Uma história comovente e sensível ao extremo, O Homem de Lata fala sobre amor, amizade, aceitação e coragem. Como tantas outras vezes, tive meu coração partido durante esta leitura e invejei o homem de lata de O Mágico de Oz por não ter um coração. Chorei e demorei semanas para organizar meus sentimentos em linhas. Temo ter falhado miseravelmente, mas espero que vocês compreendam que existem coisas que não podem ser ditas, apenas sentidas.

Sarah Winman constrói uma narrativa que vai se revelando aos poucos e nos leva a conhecer a vida de um homem que perdeu tudo. Desde sua identidade até sua família, Ellis busca uma razão para continuar. Esse propósito talvez esteja em seu próprio passado, nas lembranças de tempos felizes e nas recordações das pessoas a quem amamos.

Narrado em parte por Ellis e em parte por Michael, O Homem de Lata vai nos levar às memórias da juventude desses dois homens e mostrar porque tudo mudou. As vidas deles tomaram rumos diferentes e os sentimentos dessa amizade se perderam com o tempo, como tudo se perde um dia. Deixar algo ir é difícil mas conviver com a saudade é cruel, essa dor nostálgica permeia o livro todo e aperta o nosso coração com a mesma força que desejamos apertar os que partiram num abraço.

O tempo, a vida e o destino podem ficar no caminho dos nossos sonhos, mas nunca poderão nos fazer deixar de sonhar. Existem tantas possibilidades e vidas alternativas que poderíamos estar vivendo mas só uma podemos, de fato, viver. Nessa vida, nos foi dado um coração, uma relíquia pela qual o homem de lata daria qualquer coisa. O que ele não imagina é que esse coração quando partido não se conserta com metal e nunca mais volta a ser igual.

"E você, meu amigo galvanizado, quer um coração. Você não sabe o quão sortudo é por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem." (p. 7)

Sinopse: Em 1963, Ellis e Michael eram dois garotos de doze anos que se tornaram grandes amigos. Durante muito tempo, sempre foram apenas os dois, andando pelas ruas de Oxford, um ensinando ao outro coisas como nadar, descobrir autores e livros e a esquivar-se dos punhos de seus pais dominadores. 

Até que um dia algo muito maior que uma grande amizade cresce entre eles. Mas então, avançamos cerca de uma década nesta história e encontramos Ellis, agora casado com Annie, e Michael não está mais por perto. O que leva à pergunta: o que aconteceu nos anos que se seguiram? Esta é quase uma história de amor. Mas seria muito simples defini-la assim.

"Amamos quem amamos, não é mesmo? Espero que ela tenha amado." (p. 125)

abril 07, 2018

[TAG] 5 Livros 5 Músicas #1

Olá, booklovers! Hoje vim responder uma TAG que eu vi no perfil do @calebhenrique. A TAG original #5livros5músicas consiste em relacionar - como diz o título - 5 músicas com 5 leituras. Eu adorei o desafio e o adaptei para 5 séries que eu gosto bastante. 

Waving Goodbye - Sia para After - Anna Todd. - Essa é história de um relacionamento abusivo e tóxico entre o casal Hardin e Tessa. Entre idas e vindas, o casal briga, grita e se provoca o tempo todo. Cruel e doentia, a relação deles é cheia de momentos de tensão e derruba todos ao redor junto com eles.

"Estou com o inimigo em minha cama enquanto a voz na minha cabeça me diz que eu deveria me tratar melhor. Eu sei que você não quer ser mau quando você está me machucando. Você pode ver o quão escuro está ficando?"

Look What You Made Me Do - Taylor Swift para Olho por Olho - Siobhan Vivian & Jenny Han - Um plano de vingança, a trama gira em torno dos desejos sombrios de três garotas em busca de justiça pelo mal que sofreram no passado.

"O mundo gira, outro dia, outro drama, drama. Mas não para mim, não para mim, tudo o que eu penso é no carma. E então o mundo gira, mas uma coisa é certa, talvez eu tenha recebido o meu, mas o que é de vocês está guardado."

Big Bad World - Kodaline para Apenas Um Dia, Apenas Um Ano - Gayle Forman - Dois jovens vivem uma aventura inesquecível por um dia e se apaixonam, descobrindo que o mundo e o tempo não são páreo para o amor.

"Nós saímos sozinhos. É um mundo grande e mau lá fora. Carregando nossos sonhos e tudo que significam e tentando fazer tudo valer a pena. Talvez viver por muito tempo ou talvez morrer jovem. Ou talvez viver cada dia como se fosse o seu último dia sob o sol."

For You - Rita Ora & Liam Payne para A Garota do Calendário - Audrey Carlan - Uma acompanhante de luxo que aproveita sua vida ao máximo se apaixona por um de seus clientes.

"Sou livre como um pássaro quando estou voando na sua gaiola. Estou mergulhando profundamente e eu estou andando sem freios. E estou sangrando apaixonado, você está nadando nas minhas veias. Você me pegou agora. Estive esperando uma vida toda por você. Estive despedaçando uma vida toda por você. Não estava procurando por amor até eu te encontrar."

Wait - M83 para Todo Dia - David Levithan - Cada dia num corpo diferente, elx se apaixona por uma garota, mas a inconstância de sua existência e o tempo são desafios grandes demais para o amor.

"Não há fim. Não há adeus. Desaparecer com a noite. Sem tempo."

Espero que vocês tenham gostado das minhas escolhas. Meu gosto musical é bem alternativo, então, não se preocupem se não conhecerem todas elas. Ouçam, tenho certeza de que vocês não vão se arrepender. Desafio @umalivraria, @bloglivrosesonhos, @thebook_andthegirl, @nickmafra e @cintya_plem a responderem também, mas sintam-se todos convidados. ❤

abril 04, 2018

[Livros] Amor em Manhattan - Sarah Morgan (Para Nova York, Com Amor #1)

Título Original: Sleepless In Manhattan
Autor: Sarah Morgan
Editora: Harlequin
Páginas: 384
Gênero: Romance, Ficção, Chick-Lit
País: EUA
ISBN: 9788539825394
Classificação: ★★★
_______________

Um romance fofo com protagonistas adoráveis e uma história clichê, Amor Em Manhattan conquista o nosso coração e nos faz suspirar. Leve, romântico e divertido, o livro de Sarah Morgan fala sobre amizade, trabalho, amor e as conexões que existem entre um e outro. É uma mistura de romance, new adult e chick-lit que se passa em Nova York e faz qualquer um se apaixonar.

Primeiro volume da série 'Para Nova York, Com Amor', Amor em Manhattan acerta ao nos apresentar as personagens que darão sequência à série, envolvendo-as bastante com a trama principal. Coadjuvantes divertidas sobre as quais queremos saber mais, as melhores amigas de Paige - Frankie e Eva -, são aquele tipo de garotas que nós adoraríamos conhecer e passar horas conversando. Estou empolgada para as próximas histórias com elas.

Após serem demitidas de forma injusta e inesperada, as garotas se vêem desesperadas para conseguir um novo emprego. Num mercado competitivo em tempos de crise, elas decidem abrir seu próprio negócio e essa decisão vai trazer muita dor de cabeça para as três. Gerenciar uma empresa que começou do zero não é uma tarefa fácil, mas Paige Walker topou o desafio e vai mostrar do que ela e as amigas são capazes.

Em meio a todas as questões profissionais e a insegurança de investir tudo o que tem na empresa, a jovem ainda tem que contar com os conselhos do irritante Jake Romano. Seu primeiro amor, ele se tornou o pior de tipo de babaca bem-sucedido e será o seu mentor durante todo o processo. O grande problema é que os dois ainda sentem algo um pelo outro e, por mais que tentem esconder, a atração entre eles é visível. 

Enquanto se odeiam e se amam (em segredo), os dois nos convidam a conhecer uma Manhattan encantadora e poderosa, onde os sonhos se tornam realidade. Sarah Morgan nos desafia a correr riscos pelo que desejamos e mostra que tudo vale a pena quando é feito com amor.

"O céu é o limite. Se ele estiver longe demais, coloque saltos mais altos." (p. 109)

Sinopse: Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? 

Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. E quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. 

Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um feliz para sempre? O primeiro livro da série para 'Nova York, com amor' traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz.

"Seus lábios formigavam, sua pele doía e latejava. Tudo parecia pela metade, como se ele a tivesse pego, desmontado, mas esquecido de montá-la de volta. Ela se sentia como um dos Legos de Frankie montados pela metade." (p. 180)


março 25, 2018

[Livros] Hoje e Sempre - Nora Roberts (MacGregors #5)

Título Original: For Now, Forever
Autor: Nora Roberts
Editora: Harlequin
Páginas: 192
Gênero: Romance de Época
País: EUA
ISBN: 9788539825417
Classificação: ★★★
_______________

Quinto volume da série Os MacGregors - que pode ser lido de forma independente -, este volume traz a origem do império familiar MacGregor e nos apresenta a história do patriarca Daniel e sua esposa Anna. Uma mistura de romance contemporâneo e de época, o relacionamento deles se passa entre um e outro e narra em memórias o início desse 'amor' duradouro.

Como de costume em romances de época - porém levando em consideração que este se passa no começo do século XXdaí a dificuldade em situá-lo dentro do gênero -, somos apresentados a um arrogante e ambicioso rapaz que se apaixona por uma jovem idealista e determinada. A fórmula clichê que traz comédia e romantismo na medida certa funciona bem e carrega a previsibilidade encantadora desse tipo de romance.

O teimoso, machista e grosseiro protagonista não me encantou, pelo contrário, torci para que Anna não o escolhesse e, possivelmente, esse foi o motivo de eu ter dado três estrelas para Hoje e Sempre. Mesmo tendo em mente que os tempos eram outros, a posição preconceituosa de Daniel me incomodou bastante porque apesar de ter "se apaixonado" por Anna ele continuou vendo-a como nada mais que uma esposa ideal para cuidar da casa e gerar seus filhos.

O comportamento autoritário e abusivo que não costuma me incomodar nos romances contemporâneos, desta vez foi um problema para mim. A mocinha se recusa a ceder aos seus caprichos mas se vê encantada por um homem que não a aceita e nem se importa com seus sonhos de se formar em medicina e virar cirurgiã. Ele desdenha de seus objetivos e não entende o motivo para que ela deseje se afastar dele, mais que isso, ele não respeita esse desejo e a persegue. Isso não é amor e, por isso, o casal não me conquistou.

De uma forma geral, o romance traz o que estamos acostumados a ver mas perpetua alguns comportamentos extremamente inadequados e, apesar de Anna inicialmente não aceitar as condições impostas pelo sedutor Daniel, o motivo pelo qual ela se apaixona por ele é incompreensível para mim. Hoje e Sempre poderia ter sido muito mais, mas esbarrou em clichês e estereótipos que o enfraqueceram. Definitivamente, as futuras gerações do clã MacGregor são mais interessantes.

"Daniel não a ouvira falar. Não tinha escutado nada a partir do momento em que Anna havia se virado para encará-lo. O cabelo dela balançava suavemente sobre os ombros claros. No tecido fino da seda cor-de-rosa, seu corpo parecia tão delicado quanto porcelana. O luar refletia em seu rosto, de modo que a pele parecia mármore, e os olhos eram tão escuros quanto a noite. Um homem não ouvia mada além do trovão quando era atingido por um raio." (p. 23)

Sinopse: Daniel MacGregor sempre soube que construiria um império. Por isso, aos 30 anos e trabalhando para conquistar seu segundo milhão, ele decide que é a hora certa de encontrar a mulher perfeita para casar e começar uma família. As melhores candidatas são aquelas de linhagem forte, silenciosas, bonitas e que queiram ficar em casa cuidando dos futuros filhos. 

Anna Whitfield não se encaixa nesse perfil. Ela é a única mulher da turma de medicina e aspira ser uma ótima cirurgiã. A última coisa que Anna deseja é se casar e ter filhos, pois isso iria interferir na sua dedicação à carreira médica. Mas Daniel não vai deixá-la fugir da atração que sentem, mesmo que para isso tenha que ignorar seus instintos que imploram por um casamento e aceitar a proposta de Anna de apenas morarem juntos. Essa situação será um escândalo que apenas o amor poderá superar!

Finalizando o arco da família MacGregor, Hoje e sempre vai emocionar as leitoras com uma história controversa e repleta de amor.

"- ... de qualquer forma, escolhi você, Anna Withfield, e pretendo fazê-la minha."
- Você não escolhe uma mulher da mesma forma que escolhe uma gravata.
Ela tentou evocar tanto sua dignidade quanto a indignação, mas o coração estava batendo muito rápido.
- É verdade. (...) E um homem não valoriza um pedaço de pano da mesma forma que vai valorizar uma mulher." (p. 39)


[Livros] Cartas Secretas Jamais Enviadas - Emily Trunko

Título Original: Dear My Blank
Autor: Emily Trunko
Editora: Seguinte
Páginas: 200
Gênero: Mensagens, Cartas
País: EUA
ISBN: 9788555340642
Classificação: ★★★
_______________

Uma coletânea de cartas anônimas reunidas por Emily Trunko no seu tumblr Dear My Blank, as mensagens encontradas nesse livro são tão emocionantes e devastadoras quanto as de Últimas Mensagens Recebidas. Ambos os trabalhos são fortes, verdadeiros e repletos de sentimento. Com textos cruéis que nunca chegaram - ou chegarão - aos seus destinatários, pessoas dizem para o mundo todo o que gostariam de poder dizer para alguém. 

As centenas de mensagens de amor, autoconhecimento, amizade, raiva e dor que não foram enviadas podem não ter atingido seus destinatários originais mas, com certeza, vão afetar aqueles que ousarem lê-las. Um desconhecido do outro lado do mundo pode ser a única pessoa que compreende o que estamos passando ou sentindo e, durante a leitura, tive a sensação de que essas cartas falavam comigo.

Numa edição magnífica que une ilustrações, lettering, colagens - de Ale Kalko - e textos cheios de emoção, Emily Trunko seleciona, dentre as mais de trinta mil colaborações, um punhado de recados que impactam e encantam. Desde mensagens positivas que estimulam o amor-próprio e a força para enfrentar situações difíceis até confissões e despedidas românticas devastadoras, o livro abrange diversos assuntos e os organiza por tópicos. Amor, claro, é meu favorito.

Muitas vezes temos tanto a dizer mas nos falta coragem para colocar esses sentimentos para fora. As palavras têm o poder de transformar tudo e, por medo, decidimos deixá-las guardadas dentro de nós. Aquilo que se guarda se carrega para sempre e, às vezes, o peso pode ser maior do que podemos carregar. Compartilhar sentimentos, mesmo que não seja com a pessoa que deveria conhecê-los é dividir essa carga. Mesmo que nunca enviadas, essas cartas foram recebidas por um coração que precisava de algumas delas e que também se sente mais leve por ter colocado em palavras o que sentiu ao ler esse livro.

"M,
Eu te amo do mesmo jeito que o Deadpool ama o Batman.
Ele não o ama.
Mas mesmo que amasse, eles pertencem a universos completamente diferentes.
-R."

Sinopse: Você já desejou poder voltar no tempo e dar conselhos para si mesmo? Já quis ter coragem de falar como é forte o amor que sente por alguém? Alguma vez já se perguntou por que uma pessoa importante na sua vida parou de falar com você? A partir de contribuições anônimas, Emily Trunko reuniu nesta coletânea cartas que revelam segredos profundos de quem as escreveu. Afinal, muitas vezes o único jeito de lidar com nossos sentimentos mais intensos — seja um amor incondicional ou uma perda irreparável — é botando tudo no papel. A leitura destas cartas nos permite mergulhar na vida de seus remetentes e, ao mesmo tempo, redescobrir nossa própria história e perceber que, mesmo nos piores momentos, não estamos sozinhos.

"J,
Acho que você é minha alma gêmea.
Mas acho que não sou a sua.
Por acaso você já viu algo mais triste que isso?
-A. "

março 16, 2018

[Livros] Antes Que Eu Me Esqueça - Christine Bryden

Título Original: Before I Forget
Autor: Christine Bryden
Editora: Seoman
Páginas: 288
Gênero: Autobiografia
País: Austrália
ISBN: 9788555030611
Classificação: ★★★
_______________

Um livro de memórias, Antes Que Eu Me Esqueça traz a incrível autobiografia de Christine Bryden. Sobrevivente de um diagnóstico de demência precoce, a autora enfrenta as consequências do devastador Alzheimer e se agarra às suas lembranças de sua vida para seguir em frente. 

Desafiando as previsões de avanço da doença que estipulavam no máximo sete anos de sobrevida, Bryden já convive com seu diagnóstico há vinte anos e guarda parte de suas memórias - este livro é uma prova disso. Em um ritmo mais lento que o normal para pessoas afetadas por demência, ela faz o possível para ter uma vida parecida com a que levava antes e fortificar as conexões que seu cérebro insiste em romper.

Recordando de seu passado com um marido abusivo, as dificuldades para sustentar as filhas depois do divórcio, a busca espiritual, as incansáveis consultas médicas e seu recomeço como um diagnóstico de incapacidade mental, temos um vislumbre do que a autora enfrentou e minha admiração por ela só cresceu. 

Inspirador, Antes Que Eu Me Esqueça mostra a batalha diária de uma mulher contra sua própria mente e Christine Bryden se recusa a perder a única coisa que conquistou em toda sua vida. Mesmo com frequentes lapsos de memória, dificuldade de raciocínio e problemas de concentração, ela continua exercendo suas funções normais e não desanima diante dos obstáculos. Ah, antes que eu me esqueça, construa boas memórias e apegue-se a elas, independente do que aconteça.

"Eu finjo todos os dias ser uma pessoa normal. Todo dia é uma luta para mim e, às vezes, vou para a cama. Algumas vezes por quatro horas, outras por alguns dias, apenas pela exaustão causada por uma viagem, ou por sorrir, falar, pensar e responder." (p. 9)

Sinopse: Quando tinha apenas 46 anos de idade, Christine Bryden – bioquímica, consultora do primeiro-ministro australiano na área de ciências e mãe de três filhas – foi diagnosticada com demência de início precoce, disfunção mental que abrange uma gama de doenças, entre elas o Alzheimer. Os médicos lhe disseram para deixar sua vida em ordem, pois, em breve, ela não conseguiria mais fazer isso. 

Vinte anos depois, ela ainda trabalha com afinco para reconectar seu cérebro – que já foi seu grande trunfo e hoje é seu grande desafio –, mesmo quando ele perde a sua função. De forma corajosa e inspiradora, Christine relata suas sensações e desafios diários, deixando um legado para as pessoas que sofrem de Alzheimer e para aqueles que se preocupam com elas.

"Mas todos os dias eu luto para sobreviver com demência, tentando com toda a energia que me restou criar novas conexões cerebrais quase com a mesma rapidez com que meu cérebro está se tornando doente e disfuncional." (p. 14)

março 15, 2018

[Livros] Últimas Mensagens Recebidas - Emily Trunko

Título Original: The Last Messages Received
Autor: Emily Trunko
Editora: Seguinte
Páginas: 176
Gênero: Mensagens
País: EUA
ISBN: 9788555340604
Classificação: ★★★
_______________

Uma das leituras mais impactantes dos últimos tempos, o livro organizado por Emily Trunko reúne centenas de mensagens de despedida que cortam o coração. Nunca imaginamos quando será a última vez que falamos com alguém e, quando esta chega, essas palavras jamais são esquecidas. Em uma edição magnífica produzida pela editora Seguinte e ilustrada por Ale Kalko, as cartas anônimas que a autora recebeu emocionam e fazem com que desejemos gritar ao mundo tudo aquilo que tanto queremos dizer antes que seja tarde demais.

Emily criou uma página no Tumblr onde recebe milhares de contribuições, últimas mensagens e bilhetes de despedida de seus leitores. Um espaço para compartilhar a dor e a esperança em dias melhores, o The Last Message Received mostra que não estamos sozinhos. Algumas despedidas podem vir carregadas de culpa mas é uma dádiva poder levar algo da pessoa que se foi. As lembranças podem ser fugazes, as mensagens não.

Muitos textos são pesados e refletem a dor e o desespero de quem os escrevia, enquanto outros revelam a falta de preocupação, a leveza de esquecer que aquele momento poderia ser o último. Não é um livro fácil de ser lido e deixa aquele nó na garganta tão difícil de engolir. É impossível não lembrar das últimas palavras que alguém já nos disse, seja no fim da vida, de um relacionamento ou de uma amizade.

Em um conjunto tão belo quanto doloroso, as imagens e textos nos provocam e nos fazem pensar nas pessoas em que amamos. É um daqueles livros que precisam ser lidos, sentidos e absorvidos em nossa vida para que compreendamos que somos apenas passageiros da vida e não conhecemos a estação final. Cada momento é único e pode ser o último. Se fosse, você teria dito tudo o que sente?

"Tô bêbado mas te amo pra valer. - Ele não conseguiu chegar em casa naquela noite. Um motorista embriagado bateu nele com tudo a 80km/h numa avenida cujo limite era 50km/h. Ele era meu melhor amigo."

Sinopse: Quando uma mensagem é a última, ela pode significar um fim, uma perda, ou até um alívio. E se você fosse o destinatário?A partir de contribuições anônimas, a jovem Emily Trunko reuniu nesta coletânea mensagens que contam histórias reais sobre os mais variados tipos de despedida: o fim de uma amizade, o término de um relacionamento ou até mesmo um acontecimento trágico que muda a vida do destinatário e do remetente para sempre.

Enviadas por celular, por e-mail ou pelas redes sociais, essas mensagens narram perdas profundas e inspiram muita reflexão. Será que não deveríamos expressar mais o amor que sentimos pelas pessoas enquanto isso ainda é possível? Ou, em alguns casos, nos afastar o quanto antes daquelas que nos fazem mal?

"Eu te amo, mas você é tóxico para mim."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...