novembro 10, 2017

[Livros] A Invasão de Tearling - Erika Johansen (A Rainha de Tearling #2)

Título Original: The Invasion Of The Tearling #2
Autor: Erika Johansen
Editora: Suma de Letras
Páginas: 400
Gênero: Fantasia, Distopia,
País: EUA
ISBN: 9788556510471
Classificação: ★

_______________

A Invasão de Tearling, segundo volume da série A Rainha de Tearling, é ainda melhor que seu antecessor e traz as consequências catastróficas dos acontecimentos do primeiro livro. O livro de Erika Johansen se destaca de outras fantasias justamente por ser uma mistura de gêneros e abordar com maestria as mais importantes críticas sociais contemporâneas. Em um ritmo intenso e, ainda assim excessivamente descritivo, a narrativa acompanha o desenvolvimento da protagonista e seu crescimento na trama.

A construção da forte protagonista feminina, que foi o foco do primeiro volume, atinge seu ápice quando Kelsea passa a se perceber como mulher, rainha e entender seu poder - em todos os sentidos. Com uma mensagem feminista sólida, a autora expõe diferentes facetas da discriminação contra a mulher, abordando o problema em diferentes momentos da História do Tearling e trazendo os pontos de vista únicos de suas personagens.

Críticas sociais e políticas permeiam toda a narrativa e a tentativa de um sistema igualitário se mostra falha quando percebemos que o poder pode cegar até mesmo um bom líder, derrubando qualquer sistema de governo. A autora expõe os anseios de uma sociedade desesperada por um futuro melhor e que acaba, como na vida real, repetindo os mesmos erros do passado enquanto tenta evitá-lo.

Em uma série que envolve magia, fantasia, política, distopia e certa dose de terror, Erika Johansen evidencia problemas reais em uma história surpreendente, perturbadora e extremamente crítica. A relação entre o passado e o futuro é genial, estando um diretamente conectado ao outro e às consequências das escolhas de pessoas que ousaram tentar mudar as coisas. 

Épicos embates metafóricos estão presentes em A Invasão de Tearling, há o bem contra o mal, a tecnologia versus a ignorância, o conservadorismo contra o liberalismo, a fé em oposição ao ceticismo, o conformismo em contraposto à rebeldia, entre outros. Cada uma dessas falsas dicotomias é explorada sabiamente pela trama e compõe a personalidade de personagens fortes que têm motivações consistentes.

O tom medieval que o universo distópico de Tearling apresenta é bastante diferente do que as distopias costumam apresentar e, por isso, sua trama é algo completamente novo, de certa forma, assustador e belo. A perspectiva de que o futuro culmine numa repetição do passado é aterrorizante e, infelizmente, cada vez mais real fora da ficção. A diferença é que não temos magia para tentar evitá-la.

"A Travessia foi mais de três séculos antes, mas aquele mundo de repente parecia muito próximo, separado por um fino véu de tempo.
Deus grandioso, pensou Kelsea com desolação, não mudamos nada?" (p. 83)

Sinopse: Kelsea Glynn é a rainha de Tearling. Apesar de ter apenas dezenove anos e nenhuma experiência no trono, Kelsea ficou rapidamente conhecida como uma monarca justa e corajosa. No entanto, o poder é uma faca de dois gumes. Ao interromper o comércio de escravos com o reino vizinho e tentar conseguir justiça para seu povo, ela enfurece a Rainha Vermelha, uma feiticeira poderosa com um exército imbatível. 

Agora, à beira de ver o Tearling invadido pelas tropas inimigas, Kelsea precisa recorrer ao passado, aos tempos de antes da Travessia, para encontrar respostas que podem dar ao seu povo uma chance de sobrevivência. Mas seu tempo está acabando... Nesta continuação de A rainha de Tearling, a incrível heroína construída por Erika Johansen volta para outra aventura cheia de magia e reviravoltas.

"Ela tentou sentir pena dele, mas só conseguiu um pouco. Pen ficava ao lado da rainha todos os dias, sua espada protegendo-a do mundo inteiro. Com certeza aquilo era recompensa suficiente.
O amor era real, pensou Aisa, mas secundário. Sem dúvida o amor não é tão real quanto minha espada." (p. 164)


Um comentário:

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...